Ex-vereador Ronaldo Silva denuncia omissão de socorro no HU

hu hospital de traumas

Na madrugada deste domingo (13), de acordo com o ex-vereador Ronaldo Silva (PSDB) algumas pessoas vítimas de acidentes, se depararam com o portão do Hospital Universitário fechado com cadeado. Diante da cena, ele afirma que o telefonaram por volta de 1h30 da manhã. Ao chegar no local, constatou o fato e foi falar com a equipe de plantão. Segundo Ronaldo, foi entregue a ele um documento informando que não havia anestesista e que o cirurgião tinha ido resolver um problema familiar.

ronaldo

 Entre os pacientes graves havia um jovem de 17 anos, morador de Juazeiro, Norte da Bahia, que foi atingido por dois tiros na face e foi levado para o Hospital Universitário pelo Samu. Ainda segundo o ex-vereador, diante da situação a Polícia Militar foi chamada e o paciente pôde entrar na unidade. Outro fato que teria ocorrido, teria sido a agressão médica socorrista do Samu,  Juliana Aguiar, que acompanhava o caso do paciente.  Ela teria sido agredida  pelo segurança do hospital. Ronaldo Silva afirma que ao ver a cena ele teve que intervir.

O rapaz, ainda de acordo com o ex-vereador, veio a óbito no HU.

O blog entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Univasf, que informou desconhecer o caso e que não responde pela assessoria de imprensa do HU. Mesmo assim, a assessoria informou que iria encaminhar a denúncia a Superintendência da unidade. Ainda de Acordo a assessoria, a nota que circula pelo Whats App, “esclarecendo” o que teria acontecido no plantão do final de semana, não foi escrita pelo reitor da universidade, Julianeli Tolentino  ou qualquer representante oficial da instituição.

Deixe uma resposta