Expectativa de vida dos pernambucanos sobe, mas fica abaixo da média nacional, diz IBGE

A expectativa de vida de quem nasceu em Pernambuco em 2019 era de 75 anos, segundo dados da Tábua da Mortalidade, divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em comparação a 2018, o Estado apresentou aumento, uma vez que quem nasceu naquele ano tinha expectativa de 74,6 anos. No entanto, Pernambuco ficou abaixo da média nacional em 2019, que é de 76,6 anos.

Entre os homens pernambucanos, a esperança de vida ao nascer em 2019 subiu de 70,8 anos para 71,2 anos. Já entre as mulheres o aumento foi de 78,4 para 78,6 anos. A diferença entre os dois sexos é de 7,5 anos, acima do indicador nacional de 7,1 anos.

Segundo o IBGE, a expectativa de vida dos homens geralmente é maior por causa externas ou não naturais, que costumam os atingir com mais intensidade, como homicídios, acidentes de trânsito, afogamentos, quedas acidentais e outras eventualidades.

O levantamento apresenta projeções a partir de dados coletados no Censo Demográfico de 2010 e é usado como um dos parâmetros para determinar o fator previdenciário no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social.

Deixe uma resposta