Exposição sobre Serra da Capivara vai até a ONU

O governador do Piauí Wellington Dias participou da abertura da exposição ”Seriam os piauienses da Serra da Capivara os homens mais antigos das Américas?” na noite deste sábado (1º) no Teresina Shopping.

Dias declarou que a exposição é importante para que os piauienses possam compreender quando se fala que o Parque Nacional da Serra da Capivara é um patrimônio da humanidade

A exposição tem fotografias de André Pessoa mostrando os trabalhos de pesquisa da Fundação Museu do Homem Americano por meio da coordenação das arqueólogas Niède Guidon, Anne-Marie Pessis e Gabriela Martin.

Niède Guidon, presidente da Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham) , anunciou que foi iniciado na semana passada a construção do Museu da Natureza no município de Coronel José Dias, na área do Parque Nacional da Serra da Capivara.

Segundo ela, o Museu da Natureza vai mostrar o período em que a região da Serra da Capivara era mar e vai exibir fósseis marinhos e todo o processo de mudança da Terra e também terá uma exposição permanente da mega fauna encontrada durante 40 anos de pesquisa no Parque Nacional da Serra da Capivara.

André Pessoa anunciou que em novembro a exposição será mostrada na sede da ONU, localizada em Nova York.

O fotógrafo disse que a exposição começou no dia 16 de maio em Berlim, na sede da embaixada do Brasil na Alemanha e foi encerrada no dia 30 de junho, mas continuou na sede da DFG, a maior agência alemã de pesquisas cientificas e será encerrada na cidade de Bonn no dia 8 de abril de 2018.

”Quando o governador esteve em Berlim na abertura da exposição ele me disse que era necessário levá-la para o Piauí porque os piauienses não conhecem as descobertas feitas por Niède Guidon. A mostra que foi aberta hoje é paralela à que está acontecendo na Alemanha e agora a gente tem um convite para levar a exposição para a sede da ONU em novembro e estamos em tratativas diplomáticas.”, disse André Pessoa adiantando que a exposição também sera mostrada no Rio de Janeiro na sede do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) .

Pessoa acha que a exposição de suas fotografias indo para a ONU é mais um indicativo de que a comunidade cientifica norte-americana já aceita o resultado das pesquisas de Niède sobre a presença do homem americano no sudoeste do Piauí.

Deixe uma resposta