Exu: Saúde acredita que aumentos na contaminação seja por conta de variante da covid

A coordenadora de Vigilância em Saúde de Exu (PE), Marla Teixeira, participou de uma entrevista ao vivo nas redes sociais da Prefeitura. Na noite de sexta-feira (4), ela apresentou os dados sobre a covid-19 e fez um alerta sobre a possível presença de uma variante na região.

LEIA TAMBÉM

Alerta: duas variantes da covid-19 são identificadas em Salgueiro

“O Estado já sinalizou que há, em Pernambuco, a [variante] P1 [identificada em Manaus] circulando. A gente acredita que essa contaminação tão rápida no município, que já seja essa nova variante”, afirmou Teixeira. Contudo, o registro da P1 está confirmado no Agreste, mas a equipe de Exu não descarta a presença no Sertão.

Ela também chamou atenção para o número de mortes registrados apenas no mês de maio e que houve um pico de contaminação por conta das flexibilizações das atividades econômicas. “No mês de maio tivemos 15 óbitos. De junho a dezembro [passado] tivemos 19. Há um alerta para as pessoas que não fiquem guardando sintomas, os casos se agravam rápido. Não tem essa de esperar 14 dias, é só uma gripezinha. Nunca foi uma gripezinha”, destacou.

Ações mais duras

Diante do cenário preocupante, com pacientes internados em outras cidades, a coordenadora cobrou ajuda da população. “Só em junho tivemos dois óbitos. A fiscalização está acontecendo, tem gente sendo punida. O trabalho está sendo feito. Mas a gente precisa conscientizar a população”, finalizou.

Deixe uma resposta