Falta de políticas ao Nordeste pode afetar desempenho do PSL nas eleições de 2020

(Foto: Internet)

Durante a campanha de 2018 o atual presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi derrotado no Nordeste, região onde o lulismo é muito forte. E para o cientista político Adriano Oliveira, a decisão de não priorizar o Nordeste nas políticas do Governo Federal pode ser considerada um erro.

Até o momento, o presidente Bolsonaro não veio à região na qual têm índices preocupantes de avaliação, mas já confirmou uma visita a Pernambuco em maio. Segundo recente pesquisa Datafolha realizada no início do mês de abril, 39% dos eleitores nordestinos reprovam o governo Bolsonaro.

Outros 24% o aprovam. Já 68% afirmam que ele fez menos pelo país do que esperavam e 61% consideram que ele trabalha pouco. Ainda de acordo com a pesquisa, 68% afirmam que ele respeita mais os ricos ao eleitor pobre.

Como em 2020 há eleições municipais, o resultado das urnas pode representar um enfraquecimento de Bolsonaro e o fortalecimento do lulismo, novamente polarizando o debate entre esquerda e direita como PSL e PT. (Com informações do JC Online).

Deixe uma resposta