Família pede doação de sangue para bebê atacado por pitbull

SONY DSC

SONY DSC

É grave o estado de saúde do bebê de 10 meses atacado por um cão da raça pitibull no último sábado, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Nicollas Joab Ferreira da Silva – nome com qual a criança deu entrada no hospital – permanece na UTI pediátrica do Hospital da Restauração (HR), no Recife, onde já foi submetido a duas cirurgias. A família iniciou uma campanha pedindo doação de sangue.

Nicollas já foi submetido a duas cirurgias desde que foi internado. A primeira delas aconteceu no próprio sábado e a segunda no domingo. Novos procedimentos devem ser realizados, segundo a assessoria de imprensa do HR. Com o estado de saúde do bebê considerado delicado, amigos e familiares iniciaram uma campanha pedindo doação de sangue.

“Estamos desesperados. Só queremos que ele fique bem, precisamos de ajuda”, contou uma amiga da família, que não quis se identificar. Para doar, é necessário ir ao HR a partir das 8h ou comparecer ao Hemope e fazer a doação em nome de Nicollas Joab Ferreira da Silva. O sangue é tipo O-.

O bebê foi atacado dentro de sua própria casa. Ele estava com a irmã, de 13 anos, quando foi mordido pelo cachorro, que pertencia à família. O animal foi morto à pedradas pela população.
Depois de passar uma noite presa por abandono de incapaz, a mãe da criança, identificada como Karla, foi liberada. Em entrevista à TV Clube/Record, ela disse que não deseja o que está passando a nenhum inimigo. “Não consegui dormir. Eu parava e pensava se tinha realmente alguma culpa pelo que aconteceu com meu filho. Era pra eu estar no lugar dele. Mas eu sei que fui injustiçada. Eu deixei meu filho pequeno com minha outra filha porque eu precisava trabalhar pra sustentar eles”, contou.  (Diário de PE)

Deixe uma resposta