Funcionários da Sintra entram em greve por tempo indeterminado em Petrolina

imagem301

Com os salários atrasados desde o mês de dezembro de 2015 e sem receber também o vale-refeição, os funcionários da empresa Sintra, responsável pela varrição da cidade de Petrolina-PE, decidiram em assembleia realizada no último sábado, 23, paralisar as atividades.

A informação foi dada na manhã desta segunda-feira, 25, a Rádio Jornal, pelo representante do Sindicato dos Trabalhadores na Limpeza Pública, João Soares. Segundo ele, a paralisação é por tempo indeterminado. “A prefeitura vem prometendo pagar, três datas que foram marcadas e nenhuma foi cumprida, então o pessoal vai ficar parado até que a prefeitura resolva liberar os salários deles, pois a empresa alega não receber da prefeitura e não tem como pagar seus funcionários”, ressaltou.

João Soares informou ainda que além da limpeza pública os funcionários que trabalham na operação tapa buracos no município também devem cruzar os braços nos próximos dias devido a falta de pagamento. “Não é somente o pessoal da limpeza, a outra empresa que presta serviço a prefeitura, os trabalhadores do tapa buracos das ruas, também vão paralisar porque não receberam ainda”, disse.

Por fim João Soares salientou que apesar de entender que a empresa contratada tinha que ter uma garantia de capital de giro para pagar seus funcionários em caso de atraso, a prefeitura como contratante também não pode se eximir da responsabilidade. “A prefeitura diz que não paga porque tem que virar o sistema, agora com a chuva disse que não pode pagar porque caiu o teto da sala do financeiro, na sexta-feira já foi a chuva que atrapalhou, então são desculpas que o trabalhador não quer saber. A prefeitura como contratante poderia exigir da empresa alguma responsabilidade”, finalizou.

Deixe uma resposta