Gerente regional da Compesa explica problema em Petrolina; Armup acompanha situação

Petrolinenses estão sem água desde ontem (Foto: Reprodução/Google Maps)

A dor de cabeça enfrentada pelos petrolinenses desde o feriado de Natal deve chegar ao fim na noite dessa quinta-feira (26), quando a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) deve finalizar a troca de um cabo responsável por provocar um curto-circuito na estação da Companhia.

LEIA TAMBÉM:

Abastecimento somente será normalizado ao final da tarde, afirma Compesa

Hoje durante o programa Repercutindo com Daniel Campos, na Rádio Jornal, o gerente regional da Compesa, João Raphael de Queiroz explicou o que provocou o desabastecimento da cidade. “Esse problema aconteceu na madrugada da quarta-feira, no dia do Natal. Houve um curto-circuito, a Compesa compra energia à Celpe em alta tensão, nós transformamos para a tensão que a gente precisa, para alimentar nossos motores. Essa alimentação dentro da nossa unidade entrou em curto-circuito”, disse.

Segundo João, o reparo é mais complexo do que se imaginava e hoje tudo deve ser concluído. “A previsão é que até às 18h de hoje a gente possa retomar o abastecimento. Devido a profundidade dos dutos que levam esses cabos, a gente alterou para a tarde de hoje“, afirmou.

Armup notificará Compesa

Já o diretor-presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (Armup), Rubem Franca, a Compesa deu um presente às avessas aos petrolinenses. “Isso aconteceu há um mês quando a gente teve uma série de estouramentos e a cidade ficou até cinco dias sem água. A gente torceu para que não tivesse mais nenhum estouramento de água nesse ano“, lembrou.

De acordo com Franca, em 2020 a gestão municipal manterá a licitação para tirar a Compesa de operação. “A Agência está notificando, é o papel dela. A gente não pode consertar. Além de notificar a gente tem que multar a Compesa, fora isso o prefeito está engajado no desejo de continuar o processo licitatório”, finalizou.

Deixe uma resposta