Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Gilmar Santos entra com representação no MPPE contra Prefeitura sobre Vila da Fé

Vereador foi ao MPPE levar demandas da comunidade (Foto: Ascom)

Na véspera da sessão de terça-feira (11) o vereador Gilmar Santos (PT) moveu uma ação pública contra a Prefeitura de Petrolina. Ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Gilmar citou a negação de direitos fundamentais a mais de 100 famílias da ocupação Vila da Fé, localizada no bairro João de Deus, afetadas pelas chuvas dos últimos dias.

O edil já havia visitado o local e vem acompanhando a situação vivida pelos moradores da ocupação e discursou na Tribuna Livre para mais uma vez cobrar a Prefeitura. “Essa comunidade está vivendo uma situação de negligência, é verdade que o prefeito foi ao local e fez promessas. Antes dessas promessas há uma série de violações, especialmente das mulheres gestantes”, disse.

Para Gilmar é necessário que a administração pública trabalhe de fato nas políticas públicas aos mais carentes e denunciou um fato grave. “Escutamos cinco gestantes que foram à uma Unidade Básica de Saúde e escutaram dos servidores que não tinham direito ao atendimento porque eram da invasão”, afirmou Gilmar.

Líder do governo rebate acusação

Aero Cruz (PSB), líder da situação elogiou a preocupação de Gilmar, mas rebateu a fala do colega. “O governo tomou as providências na hora de tomar, eu fiz questão como líder do governo de estar lá”, disse Aero. Para o socialista a gestão deu todo suporte de saúde e diretos humanos.

“Várias pessoas que precisam entraram no projeto de habitação, várias receberam e venderam. Nós temos que contemplar quem precisa”, disparou o líder. Em seguida, Aero rebateu a acusação de que os servidores não atenderam aos moradores da Vila da Fé. “Isso é uma inverdade, traga o nome, diga”, questionou.

Na representação apresentada ao MPPE Gilmar citou a falta de políticas públicas na educação e saúde, além de uma série de violações de direitos aos moradores da Vila da Fé, que fica situada no bairro João de Deus. “Essas pessoas não estão lá porque simplesmente foram obrigadas, elas estão devido às circunstâncias sociais”, finalizou.

Um Comentário

  • Sempre Atento

    12 de dezembro de 2018 at 18:28

    Não sei para que isto,já que quase todos já receberam casa do governo e venderam,tem que deixar sofrer mesmo,quem tem pena hoje em dia é galinha,deixa de moleza com este povo viciado.

    Responder

Deixe uma resposta