Governo tombará o Palácio Episcopal da Diocese de Petrolina

Com o início do processo, nenhuma intervenção pode ser realizada no imóvel.
(Foto: Internet)

A polêmica envolvendo o Palácio Episcopal da Diocese de Petrolina e o Shopping popular, ganhou um novo capítulo, com a possibilidade de o local ser tombado. O processo foi iniciado na última quinta-feira (24), e nenhuma intervenção pode ser realizada no imóvel.

A Secretaria de Cultura do Estado encaminhou à Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fudarpe) a autorização para início do processo de tombamento do Palácio Episcopal da Diocese de Petrolina. Com isso, fica proibida que seja feita qualquer alteração na estrutura arquitetônica do edifício. O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) atuou junto ao secretário da pasta, Marcelino Granja, para que o processo fosse aberto antes do início da execução do empreendimento comercial.

“O Palácio Diocesano representa muito para Petrolina e é nosso dever preservar todos os aspectos do patrimônio histórico da nossa cidade. Trabalhamos em sintonia com o secretário e ficamos felizes em ter nosso pleito atendido com tanta celeridade”, declarou o deputado Lucas Ramos.

Deixe uma resposta