A hipótese de que o consumo de peixe vem causando uma doença misteriosa em Salvador provocou a redução de quase 70% nas vendas de pescado

Uma doença que causa fortes dores musculares tem preocupado as autoridades de saúde da Bahia, sobretudo, em Salvador e no litoral Norte e os pescadores da região, depois de boatos de que a doença está ligada ao consumo do pescado.

Segundo o presidente da Fapesba, Raimundo Costa, os boatos alimentam o pânico na população, que deixa de consumir peixes e causa impacto na renda dos trabalhadores que têm a pesca como fonte de renda, sobretudo, no período da alta estação, que começa agora em dezembro.

“Nós já estamos passando por uma crise financeira nacional, e essa informação em plena véspera de Natal, Ano Novo, chegada do verão e o fluxo de turismo aumentando, impacta qualquer comércio ligado ao pescado. Isso interferiu na economia dos trabalhadores e na economia do estado também, sobretudo, de Salvador”, argumenta.

A Federação dos Pescadores diz que a população é advertida sobre o consumo de peixes, que não apresentam riscos comprovados, quando manuseados e conservados de forma higiênica e adequada. “Sua vulnerabilidade à contaminação é a mesma de qualquer outro alimento”.

Com informações do EBC

Deixe uma resposta