Hospital Universitário emite nota de esclarecimento sobre situação da senhora Alvina

Alvina Maria de Araújo, conhecida como “Neneca”, não foi recebida no HU por falta de vagas. (Foto: Divulgação)

Após um grupo de pessoas dar início a uma corrente solidária para ajudar a idosa Alvina Maria de Araújo, que aguardava uma vaga no Hospital Universitário (HU) de Petrolina, o HU emitiu uma nota esclarecendo o porquê de não ter recebido a paciente, que se encontrava no Hospital Regional de Juazeiro (BA).

Confira a nota

A regulação da senhora Alvina Maria da Araújo para Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) foi impossibilitada devido à extrapolação da capacidade física do hospital. Neste momento a taxa de ocupação do hospital é de 154%. Apenas pacientes de ortopedia internados são mais de 80.

O HU-Univasf lembra que está inserido em uma rede de assistência à saúde composta por outras unidades públicas de saúde que também têm a responsabilidade de oferecer serviços à população e que cabe a Central Interestadual de Regulação de Leitos (CRIL) a regulação da paciente, inclusive para outras cidades, como Recife e Salvador, para realização da sua cirurgia”.

Deixe uma resposta