Hospital Universitário sela acordos de cooperação técnica com municípios da Rede PEBA

(Foto: Internet)

O Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) vem, desde o ano de 2015, fechando parcerias com municípios da Rede Interestadual de Saúde do Médio São Francisco (Rede PEBA), a fim de diminuir o déficit do quadro de pessoal da unidade. Os municípios cedem profissionais da área da saúde para trabalhar no hospital, em contrapartida, a unidade oferece exames de imagens.

“Identificamos uma grande dificuldade dos municípios no atendimento das demandas em exames de imagem e, considerando o nosso número insuficiente de profissionais, devido à alta demanda e ao número máximo de trabalhadores determinado no último dimensionamento aprovado pelo Ministério do Planejamento, buscamos firmar acordos de cooperação técnica visando minimizar essa deficiência e ajudar os municípios”, explicou o superintendente do HU, Ronald Mendes.

A última prefeitura a aderir à proposta foi a de Afrânio-PE, que assinou o acordo no último dia 13 de fevereiro. Ao todo, são 13 cooperações técnicas vigentes e o HU está negociando mais duas. Os municípios envolvidos são: Cabrobó, Petrolina, Lagoa Grande e Afrânio, no estado de Pernambuco, e Antônio Gonçalves, Juazeiro, Sento Sé, Curaçá, Remanso, Uauá, Andorinha, Sobradinho e Senhor do Bonfim, na Bahia.

As prefeituras cederam: dois traumato-ortopedistas, seis anestesiologistas, dois clínicos gerais, um radiologista, dois enfermeiros, 95 técnicos de enfermagem, três técnicos de enfermagem e três instrumentadores cirúrgicos. O Hospital Universitário já realizou 186 tomografias, 53 radiografias, 15 eletrocardiogramas, além de ultrassonografias, ecografias, entre outros exames.

O HU está negociando com as prefeituras de Dormentes (PE), Casa Nova (BA) e Filadélfia (BA). O objetivo da unidade é conseguir a lotação de mais ortopedistas e aumentar a produção cirúrgica, que no mês de janeiro de 2019 foi de 208 procedimentos.

Os acordos de cooperação técnica funcionam como estratégia para contornar as deficiências da Rede PEBA que impactam diretamente no serviço oferecido pelo Hospital Universitário.

Deixe uma resposta