IBGE tem inscrições abertas para 600 vagas até o dia 28

IBGE,0O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) segue recebendo inscrições do concurso que oferece 600 vagas efetivas em seu quadro de pessoal. Do total, 460 são para técnico, de nível médio, enquanto 50 são para tecnologista e 90 para analista, ambos de nível superior. Há reserva de 5% para deficientes e 20% para negros. Os novos servidores terão a estabilidade garantida, já que o regime de contratação é o estatutário. A remuneração inicial para técnico é de R$3.556,85. Entretanto, caso o contratado tenha alguma qualificação (especialização, mestrado ou doutorado), os ganhos podem chegar a R$5.096,01. Analistas e tecnologistas receberão inicialmente R$7.458,49, podendo chegar a R$9.192,88 com as especializações. Esses valores já estão contando com o auxílio alimentação, que aumentou de R$373 para R$458. A carga de trabalho semanal é de 40 horas. A validade do concurso será de um ano, prorrogável por igual período, possibilitando o instituto utilizar o banco de aprovados para futuras contratações.
As inscrições deverão ser feitas no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), organizadora, até o dia 28 de janeiro. As taxas são de R$49 (nível médio) ou R$69 (superior). Durante o período, membros de família de baixa renda poderão pedir a isenção do pagamento. O resultado preliminar sairá no dia 11 de fevereiro.  As provas objetivas serão aplicadas em dois dias: em 10 de abril, os candidatos a analista e tecnologista farão a avaliação, com questões de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Raciocínio Lógico Quantitativo e Conhecimentos Específicos, distribuídas de acordo com a área. Na semana seguinte, no dia 17, será a vez dos técnicos, que serão testados em Língua Portuguesa, Geografia, Matemática e Conhecimentos sobre o IBGE. Os exames serão das 13h às 17h, exceto para analistas (Análise de Sistemas/Desenvolvimento), que farão também avaliação discursiva, até as 18 horas.
Retificação – O edital para técnico sofreu alteração no último dia 13. O somatório de algumas vagas dos estados de Minas Gerais, Maranhão e Goiás estava errado e sofreu mudanças, sem alterar o quantitativo total. O material de estudos sobre o IBGE, também teve pequenas alterações no conteúdo. No dia 12 de janeiro, a função de analista de Design Instrucional e de Geoprocessamento, passou a exigir superior em qualquer área.

Deixe uma resposta