Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Ibope: Bolsonaro lidera com 28%; Haddad se isola em segundo lugar com 19%

Com 28% das intenções de voto, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança na pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (18), que mostra Fernando Haddad (PT) isolado em segundo lugar com 19% — ele cresceu 11 pontos percentuais em uma semana. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Na pesquisa Ibope de terça-feira passada (11), Bolsonaro tinha 26%, enquanto Haddad estava com 8%. Com a ascensão, o petista deixou a situação de empate técnico que tinha com Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) para ficar isolado no posto.

O pedetista manteve os 11% do levantamento anterior, enquanto o tucano oscilou negativamente de 9% para 7%, assim como Marina, que foi de 9% para 6%. Devido à margem de erro, Ciro e Alckmin estão tecnicamente empatados, assim como Alckmin e Marina.

O percentual de votos brancos e nulos voltou a cair, indo de 19% para 14%. Os entrevistados que não souberam ou não quiseram responder somaram 7%, assim como na pesquisa anterior.

O Ibope fez a pesquisa entre os dias 16 e 18 de setembro, em 177 municípios em todo o país, com 2.506 entrevistados. Os municípios onde as entrevistas foram feitas ainda não foram divulgados. A pesquisa foi contratada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e pela TV Globo, e registrada no TSE com o número BR-09678/2018.

A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança estimado é de 95%. Segundo o Ibope, isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados serem um retrato do “atual momento eleitoral”.

Rejeição

Outro tema pesquisado pelo Ibope foi a rejeição aos candidatos. Bolsonaro permanece como o mais rejeitado, mas oscilou negativamente de 44% para 42%. Já o petista Haddad subiu seis pontos percentuais, de 23% para 29%. Como os candidatos podiam escolher mais de um nome, a soma dos percentuais ultrapassa os 100%. Veja os números:

Jair Bolsonaro: 42%
Fernando Haddad: 29%
Marina Silva: 26%
Geraldo Alckmin: 20%
Ciro Gomes: 19%
Henrique Meirelles: 12%
Cabo Daciolo: 11%
José Maria Eymael: 11%
Guilherme Boulos: 10%
Alvaro Dias: 10%
Vera Lucia: 9%
João Amoêdo: 9%
João Goulart Filho: 8%
Poderia votar em todos: 2%
Não sabe/não respondeu: 9%

Deixe uma resposta