Ibope: WhatsApp teve pouco impacto no primeiro turno das eleições

(Foto: Pixabay/Fonte padrão)

Uma pesquisa realizada pelo Ibope a pedido dos jornais O Estado de São Paulo e TV Globo apontou que o WhatsApp teve pouca influência no primeiro turno da eleição. Para os eleitores, o aplicativo de mensagens teve impacto limitado e pode ter afetado Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) de forma igual.

A pesquisa identificou que três em cada quatro eleitores ouvidos não receberam mensagens desfavoráveis a nenhum presidenciável na semana anterior ao primeiro turno. As respostas referentes a exposição a propaganda negativa no segundo turno não indicaram que um candidato tenha sido mais afetado que o outro.

Decisão do voto

Dos eleitores ouvidos pelo estudo, 73% afirmam não ter recebido conteúdo negativo sobre nenhum dos candidatos no WhatsApp. 18% receberam críticas ou ataques contra Bolsonaro, enquanto 14% contra Haddad. Mesmo entre os 25% de eleitores que afirmaram ter recebido críticas ou ataques, o impacto das mensagens parece ter sido limitado.

Pesquisa é inconclusiva

O Ibope também questionou  aos entrevistados se para eles, o conteúdo replicado nas mensagens interferiu na decisão do voto. 75% disseram não e 24% sim. Apesar dos resultados, o instituo concluiu ser difícil tirar definições conclusivas sobre a forma como o aplicativo é utilizado. Foram ouvidas 3.010 pessoas, entre 21 a 23 de outubro.

Com informações do JC Online

Deixe uma resposta