Incêndio atinge área de proteção da caatinga em Campo Alegre de Lourdes

Moradores afirmam que grileiros provocaram incêndio (Foto: Pastoral da Terra/Ascom)

Um incêndio que começou na tarde da última quinta-feira (10) atingiu uma área preservada da caatinga na cidade de Campo Alegre de Lourdes (BA). Segundo a Comissão Pastoral da Terra de Juazeiro, comunidades tradicionais de fundo de pasto vêm sofrendo com as chamas.

Até o sábado (12) o fogo continuava se espalhando e causando um rastro de destruição no Território de Angico dos Dias. A área atingida pelo incêndio era composta por várias espécies da Caatinga, a exemplo de aroeiras, angicos, umbuzeiros, umburanas e caroás.

“Era uma área bem preservada, com madeira nativa de muitos anos, que tínhamos o maior cuidado e o fogo passou devorando tudo“, afirma o presidente da Associação de Fundo de Pasto de Angico dos Dias e Açu Edinei Soares. Moradores afirmam que o incêndio foi criminoso e pessoas ligadas a uma tentativa de grilagem teria provocado as chamas.

Deixe uma resposta