Inclusão Social: portadores de deficiência se mobilizam para criação de sigla partidária

deficiente fisico

Pessoas com deficiência de todo o país e simpatizantes à causa estão se mobilizando para a criação de um partido político que os represente nas esferas federal, estadual e municipal, é por meio do Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social (PAIS) que os especiais debaterão políticas públicas de inclusão social no Brasil.

O presidente do Diretório Estadual em Minas Gerais, José Geraldo de Souza Castro, Zé do Pedal, o PAIS, destaca que o “propósito partidário, está empenhado na construção de um Brasil modernizado e de uma sociedade livre das desigualdades sociais, baseada na dignidade da pessoa humana, na justiça, na liberdade, na democracia, na pluralidade partidária, na solidariedade e na participação popular”, salienta o presidente.

Em sua fundamentação, o PAIS quer contribuir para construção de uma nação que possibilite à população brasileira uma vida com dignidade e igualdade de oportunidades e na defesa do direito ao trabalho digno com salário justo, em uma luta por um sistema econômico que tenha como objetivo maior o bem-estar de todos os brasileiros favorecendo a eliminação das desigualdades sociais.

“Temos certeza que com tais valores, princípios e crenças políticas, o PAIS promove as suas ações e programas com a visão de que para termos um País efetivamente democrático se faz necessário existirem partidos políticos bem organizados e estruturados, os quais garantam a legitimidade e a proporcionalidade da representação política, firmada no livre exercício, independente e consciente, do voto secreto, na periodicidade dos mandatos, na rotatividade dos partidos no poder, respeitada a pluralidade doutrinária ideológica e a vontade soberana dos eleitores brasileiros”. Concluiu Zé do Pedal

Criando em 11 de abril de 2014 nas dependências da Assembleia Legislativa de São Paulo, o Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social, configura como a única legenda brasileiro que tem como bandeira principal a luta pela acessibilidade e real inclusão da pessoa com deficiência na sociedade.

Visando tornar inclusão social uma realidade no Brasil, o idealizador e atual presidente Luiz Carlos de Lima (Lee de Lima), colheu as assinaturas dos seus 101 fundadores e em seguida, começou a busca pelas 500 mil assinaturas (0,5% dos votos dados na última eleição) para seu registro definitivo.

Até dia 11 de abril o partido, que já está formando diretórios provisórios em todo o Brasil, tem prazo para apresentar todas as assinaturas e os diretórios municipais e estaduais. Informações adicionais podem ser obtidas através do email: [email protected] ou pelo telefone (31)986003001.

Deixe uma resposta