Irmão de Eduardo Campos afirma que queda de avião foi “sabotagem”

Antônio Campos, irmão do ex-governador, disse nessa segunda-feira (6) que a queda do avião que matou o candidato à Presidência da República em 2014 foi sabotagem.

“Como advogado parecerista e expert em acidentes aéreos venho acompanhando o caso a quatro anos. Tenho uma forte convicção de que o acidente de Eduardo foi previamente provocado. Houve sabotagem no avião”, disse.

LEIA TAMBÉM:

PF afirma que desorientação espacial do piloto provocou queda de avião com Eduardo Campos

Segundo Antônio, já foi impetrada pela família uma ação para que novas provas sejam produzidas. “Eu, minha mãe Ana Arraes e outros familiares das vítimas entramos, perante a 4ª Vara Federal de Santos, uma ação de produção de provas que está em curso, interrompendo, inclusive, prescrição quanto a possíveis ações e na qual haverá a participação de peritos”, afirmou.

Mais cedo, a Polícia Federal (PF) apresentou um relatório apontando a provável causa do acidente. PF e Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) divergem sobre o que teria provocado a queda no dia 13 de agosto de 2014, na cidade de Santos.

Deixe uma resposta