Jornalista enaltece ensinamentos deixados por Gleen

sibellefonsecaNão sou dada aos domingos. Eles têm o poder de me deixar melancólica. Neste, especialmente, estou bem triste. Eu e toda a gente da minha cidade despertada pelo pequeno Gleen a ser solidária e se unir. Acompanhei a via crucis da família. Fiz parte de um grupo fraterno que desejou salvá-lo.

Falava constantemente com um pai e um irmão esperançosos inspirados na garra de Gleen, um bravo! Fiz apelos vários ao microfone. Fui ao Hemoba e vi de muito perto a compaixão em forma de atitude. Vi muitas pessoas vertendo o sangue solidário. Sim, doar o que quer que seja, é um ato de amor! Eu vi o amor ali. Amor inspirado por um valente guerreiro que comandou, sem muito saber, um exército de doadores. Que, inspirou o amor na sua forma mais sublime.

Uma pequena criatura que de tão grande, uniu, somou, multiplicou, plantou, despertou e fez ecoar forte e longe o grito de uma fila imensa de necessitados de órgãos que fazem a vida pulsar. Você foi um escolhido, Gleen! Obrigada pela sua breve e nobre existência! Obrigada por nos fazer um pouco melhores. Porque, por você, nos tornamos doadores de vida. Não pudemos te salvar. Isso nos frustrou e entristeceu, claro! E até nos deixou um sentimento de guerra perdida. Só que não! Outros guerreiros continuam vivos. E você, nos convocou para outras batalhas.

Conte, aí do céu, quantas vidas sua passagem por este plano, através de nós, seus doadores, poderá salvar? Que missão mais divina a sua, pequeno! Despertar uma cidade inteira para a necessidade de se oferecer como doadora de medula óssea? Uauuu, garoto! Até os que não conseguiram fazer parte do cadastro nacional de doadores, aprenderam esta lição com você e com a sua família. Uma família também escolhida para receber no seu seio um instrumento de união, fé, verdade, esperança e luz, como nos recomendou Francisco de Assis.

Refletir sobre sua brilhante passagem pela terra, nos consola, Gleen! Nos conforta. Nos ensina. Nos inspira a viver para servir e ser exemplo do bem. Muitas vidas passaram e passam anos e anos por aqui desperdiçando a oportunidade de servir. Seus doze anos valeram muito a pena. Valeram vidas tantas que, depois de você, poderão sonhar com uma vida nova. Eu te agradeço, Gleen! Nós te agradecemos, guerreiro! Você partiu e nos deixou tristes, mas… melhores. Deixou um rastro de esperança e fé!

Descanse em paz, gigante! Siga fazendo o bem … O seu tempo agora é a eternidade. E você ainda tem muito trabalho pela frente. Força, Marcos, Toinha, Vinícius, demais familiares e amigos! Esse “nosso” guri mandou muito bem por aqui. Fez bonito demais! E, pensar por este ângulo, conforta! DEUS faz questão de receber no colo e com festa um espírito deste.

Ele já está nos braços do pai eterno. Ele já foi acolhido por Nossa Senhora das Grotas, Marcos! A nossa grande mãe que o recebeu através da sua oração no momento do nascimento. Para a Pátria Espiritual Gleen nasceu de novo!

Sibelle Fonseca

Deixe uma resposta