Juazeiro comemora Dia Nacional do Chorinho

O show de chorinho vai se repetir relembrando grandes clássicos, a exemplo da primeira edição da “Roda de Choro” no ano passado. Canções imortais como “Carinhoso”, “Tico-Tico no Fubá”, “Brasileirinho”, e “Noites Cariocas”/ Foto: ASCOM

O show de chorinho vai se repetir relembrando grandes clássicos, a exemplo da primeira edição da “Roda de Choro” no ano passado. Canções imortais como “Carinhoso”, “Tico-Tico no Fubá”, “Brasileirinho”, e “Noites Cariocas”/ Foto: ASCOM

Juazeiro vai comemorar pela segunda vez, o Dia Nacional do Chorinho. Será  neste sábado(23), no pátio do Museu Regional do São Francisco, a partir das 17 horas. Uma roda de choro com músicos convidados da cidade marcará as homenagens a Pixinguinha, o mestre do gênero que popularizou no país, clássicos como “Rosa”, “Carinhoso”, entre tantas outras obras que encantaram e encantam várias gerações, desde os antigos aos mais novos admiradores do grande mestre.

O evento é uma iniciativa do músico e acordeonista Silas França de Souza, e conta com o apoio cultural da secretaria de Cultura e Juventude do município e reúne além de clássicos do chorinho, canções que também marcaram os “anos de ouro” da música popular brasileira.

No repertório, canções de outros compositores famosos e que fizeram história na música brasileira. O show de chorinho vai se repetir relembrando grandes clássicos, a exemplo da primeira edição da “Roda de Choro” no ano passado. Canções imortais como “Carinhoso”, “Tico-Tico no Fubá”, “Brasileirinho”, e “Noites Cariocas”, citando os mestres Jacob do Bandolim, Ernesto Nazareth, e o grande homenageado do dia, o mestre dos mestres, o Pixinguinha, o evento promete mais uma vez encantar o público juazeirense apaixonado pela boa música.

Para o músico Silas França, é um grande encontro para celebrar o Dia Nacional do Chorinho, e todos estão convidados a participar. “A se juntar a essa roda de choro, além dos músicos convidados, quem gosta de cantar ou tocar pode vim pra roda”, destaca o músico, lembrando que vai ter muito samba-canção, chorinho, entre outros gêneros da música, mas a homenagem principal é ao mestre Pixinguinha, na data de seu aniversário.

 “É preciso apoiar e incentivar a iniciativa de nossos músicos. Fizemos isso ano passado e estamos felizes com o resultado e tenho certeza que será mais uma edição realizada com sucesso. O poder público sensível às artes tem apoiado sempre essas iniciativas, só temos a agradecer e convidar a todos para estarem presentes”, pontua o secretário de Cultura e Juventude de Juazeiro, Donizete Menezes.

Com informações da ASCOM

Deixe uma resposta