Julio Lossio afirma que Miguel Coelho tem mais condições de trabalhar do que ele

Ex-prefeito Júlio Lossio (PMDB)/Foto: Waldiney Passos

O ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio (PMDB), concedeu sua última entrevista ainda no cargo, na sexta-feira (30), durante um almoço de confraternização oferecido à imprensa local em um restaurante da cidade.

Julio se disse feliz por ter quebrado o ciclo de prefeitos tradicionalmente da mesma família, relembrou a importância do apoio do saudoso Osvaldo Coelho nas eleições de 2008 e 2012, destacou os desafios assumidos a partir de 2009 quando recebeu o município com uma dívida fundada da ordem de R$ 150 milhões, estando hoje em R$ 50 milhões, falou do débito herdado com o BNDES da ordem de R$ 35 milhões e do pagamento de R$ 20 milhões com precatórios.

O ex-gestor também informou ter elevado o saldo do Fundo de Previdência Municipal de 22 milhões para R$ 130 milhões de reais nos últimos oito anos e realizado um ajuste fiscal que o permitiu pagar os salários dos servidores em dia e fazer uma série de investimentos em contra-partidas, dentre as quais o programa habitacional do município.

“Petrolina tem hoje o maior programa, em termos proporcionais, do Brasil. Se fizer uma comparação com a nossa capital, por exemplo, para faixa etária de 0 a 3 salários mínimos, Recife não chegou a fazer duzentas casas, nós fizemos 10 mil”, assegurou.

Outros investimentos:

Júlio disse está deixando o município com 180 creches só do Nova Semente, fora as outras unidades que foram feitas, 16 quadras cobertas, tendo encontrado o município com apenas 3, as feiras dos bairros São Gonçalo, João de Deus, Ouro Preto,  José e Maria e do distrito de Izacolândia, cobertas, com os principais corredores de ônibus asfaltados, inclusive em Izacolândia, recursos pactuados de R$ 100 milhões para o VLT, mas que está na rubrica do PAC Mobilidade, que pode ser alterado para BRT e R$ 60 milhões do Fundeb que vai entrar provavelmente ainda este ano, para investimentos em educação e fortalecimento dos professores.

Infraestrutura 

Para ele a intervenção habitacional realizada no bairro Cacheado foi a mais importante em sua gestão “por que aquelas pessoas viviam em condições muito degradantes e apesar de não ser o maior programa habitacional é o mais emblemático, porque lá se contemplou todos os equipamentos públicos”, enfatizou.

Saneamento Básico

Lossio, rebateu o que chamou de inverdades as informações destorcidas sobre os investimentos realizados em sua gestão nesta área especifica. “Se a gente criasse uma cidade só com as habitações que nós fizemos, Pernambuco tem 180 municípios, já nasceria um município que ocuparia a metade da posição, e em todas essas áreas foram feitas pavimentações, saneamentos, drenagem, iluminação pública, então os investimentos em saneamento foram muito grandes, sobretudo nessas áreas do Minha Casa Minha Vida”, disse.

Saúde

Nesta área o peemedebista afirmou ter aumentado de 10 para 115 médicos só na atenção básica, elogiou a gestão da ex-secretária de Saúde Lúcia Giesta, que considera a melhor secretária que já passou por esta pasta no município.

“Os números dela são muito marcantes: a mortalidade infantil despencou, a construção de 22  AMMES, o incremento no número de consultas, de exames,  o movimento do Estado vir tomar conta do Hospital Dom Malan, que foi muito importante, agora a gente está com a Casa de Parto pronta, nós temos a AME Servidor,  AMME Especialidades”, comentou.

Educação

O fato do município apresentar hoje a melhor nota no IDEB do Estado de Pernambuco, e o maior entre 20, das 27 capitais do país, é motivo de orgulho para o ex-prefeito, ele recorreu aos números para sintetizar a melhoria na educação de nossas crianças.

Considerações Finais

Por fim, Julio Lossio disse está muito feliz com os números das realizações, mas que tem consciência em ter deixando algumas coisas a desejar. “Acho que eu saio com o sentimento de que fiz um esforço para contribuir com a cidade daquilo que eu pude, eu não tive as condições ideias porque eu nunca tive uma aliança forte com o Governo Federal, com o Governo Estadual, tive que abrir muitas portas, penso que o novo prefeito tem tudo para fazer um governo muito melhor do que eu, fazer mais casas do que eu, fazer mais creches do que eu, mais quadras do que eu, porque tem hoje um alinhamento político muito bom, então eu penso que Petrolina poderá avançar ainda mais e assim espero e torço para que isso aconteça”, finalizou.

Deixe uma resposta