Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Laboratório de Meteorologia da Univasf explica alto índice de chuva na região

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Desde ontem (02), a população de Petrolina (PE) está sendo surpreendida com o volume de chuva registrado na cidade. No domingo (02), em 24h, o Laboratório de Meteorologia da Univasf (LabMet) apontou 33,3 milímetros de água na cidade. Até o próximo dia 10 de dezembro, a previsão é de chuva para Petrolina e região.

De acordo com o LabMet, a chuva de domingo superou a metade do que estava previsto para todo o mês de dezembro, que é de 60 milímetros. Ainda segundo o laboratório, o ano de 2018 tem se mostrado dentro da climatologia, mas a expectativa é que no último mês do ano a incidência de chuva na cidade sertaneja, seja um pouco acima da média.

Sobre o período chuvoso da região, o laboratório da Univasf informa que as chuvas de primavera e verão costumam ter início a partir do mês de novembro. Entretanto, a ocorrência destas chuvas em Petrolina e Juazeiro (BA), atrasou um pouco, sendo computadas agora no início de dezembro. 

Sobre o que teria provocado as fortes chuvas dos últimos dias, a equipe do LabMet explica que, “a atuação de diferentes sistemas sinópticos foi o que protagonizou a instabilidade responsável pelas chuvas observadas em todo o semiárido nordestino, entre eles: Zona de Convergência Intertropical (ZCIT); Alta da Bolívia e Zona de Convergência de Umidade (ZCOU). Estes sistemas trouxeram bastante umidade para região, criando-se um campo difuso com a presença de multicélulas de tempestades, caracterizadas por aglomerados de nuvens do tipo cumulus nimbus. ”

A Defesa Civil integra o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social de Petrolina, e está de prontidão para atender à população. Em caso de emergência, a população deve entrar em contato com o órgão, através do número 153, ou com a Central de Operações da Guarda Civil pelos telefones (87) 3983-1044 ou (87) 3983-1773.

A Defesa Civil orienta ainda que, neste período chuvoso, as pessoas devem redobrar os cuidados ao circular por vias sem pavimentação ou que se encontrem alagadas, evitar a permanência em locais isolados, embaixo de árvores e até mesmo andar à cavalo ou de bicicleta, para não serem vítimas de descargas elétricas.

Deixe uma resposta