Leitor fica na bronca com PM sobre cumprimento do decreto de “lockdown” em Petrolina

(Foto: SDS)

Apenas as atividades classificadas como essenciais pelo Governo de Pernambuco estão autorizadas a funcionar, mas em Petrolina um morador do bairro Jardim Amazonas afirma que há várias pessoas contrariando as determinações desde a semana passada.

“Vejo muitos estabelecimentos desrespeitando o decreto, principalmente nas Ruas 7 e 8 estão com lojas e bares abertos”, conta o denunciante. O flagrante poderia ter sido observado pela Polícia Militar de Pernambuco, caso uma equipe fosse destacada ao local. Segundo relata o leitor, quem deveria estar atento ao cumprimento do decreto fez pouco caso. “Fiz denúncia pra 190 e notei o descaso em acolher minha denúncia“, afirmou.

PM afirma não ter sido acionada

Em nota, a PM-PE afirmou não ter registrado qualquer ocorrência no Jardim Amazonas através do 190. “Ao tomar ciência da informação noticiada pela imprensa, encaminhou viaturas ao local com o objetivo de verificar o fato. Nada foi constatado, no momento, apenas os serviços essenciais estavam funcionando“, diz o comunicado.

A instituição reforça a importância do registro de queixas pelo 190. “Ratificamos a importância do registro de ocorrências através do 190, a fim de denunciar atividades que vão de encontro ao Decreto Governamental 50.433, que proíbe, em todo o estado, em qualquer dia e horário, o funcionamento de estabelecimentos e a prática de atividades econômicas e sociais, de forma presencial. O policiamento no local é realizado através de Guarnições Táticas e Motopatrulheiros, que contam, ainda, com o apoio do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI)“, afirma a nota.

Deixe uma resposta