Leitor pede recuperação na PE-550, em Santa Mª; DER responde

Asfalto quasse nem existe mais (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A situação na PE-550, na zona rural de Santa Maria da Boa Vista, Sertão do São Francisco é calamitosa. Um leitor encaminhou a foto que ilustra essa matéria. Nela é possível observar que o asfalto é praticamente inexistente e com as chuvas do começo desse ano, a qualidade da pista piorou.

Essa foto foi tirada na entrada do Projeto Fulgêncio, onde são cultivadas frutas como banana e a rodovia estadual serve ao escoamento desses produtos. Porém, com os buracos, a vida dos produtores e motoristas não é fácil. “A PE está toda esburacada, dificulta os carros que vêm em busca de mercadorias. Às vezes devido aos buracos na estrada você chega a perder um pneu do caminhão“, disse o leitor.

Outro lado

O Blog procurou o Governo de Pernambuco, para saber quais medidas o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) adotará no sentido de melhorar a qualidade do asfalto. Em nota, o órgão afirmou que um projeto de reestruturação total da via está em desenvolvimento.

Confira a seguir a resposta do DER:

“As intervenções propostas foram resultado de análises técnicas, que indicaram o tipo de trabalho adequado para cada situação identificada nas estradas. No caso da PE-550, foi realizado um levantamento e constatada a necessidade de elaboração de um projeto para restauração total da via, que está em desenvolvimento.

O DER ressalta que tem atuado de forma constante na região do Sertão do São Francisco. Até o agora, o Programa Caminhos de Pernambuco já contemplou as PEs 573 (trecho que vai do km 10 até Vermelhos); 604 (Municípios de Lagoa Grande, Dormentes e Santa Cruz), 626 (Petrolina/ Pedrinhas/ nova Descoberta/ Ent. BR-428); 647 (Petrolina/ Acesso ao Aeroporto / Div. PE – BA);  655 (que liga a sede do município até a divisa com a Bahia, passando por Tapera); VPE-624 (Entroncamento da BR-428 / Povoado do Capim) e o anel viário entre a BR-428 e a PE-626. Atualmente, estão em andamento os trabalhos nas PEs 510 (Cabrobó / Ilha da Assunção); 639 (entroncamento com a PE-647 (N5)/(N3) até entroncamento com a BR-407) e 636 (trecho que liga a PE-638 à comunidade da Vila Maria Tereza). 

Programa – Lançado em maio de 2019, o Caminhos de Pernambuco vai investir R$ 505 milhões na recuperação de 5.554,5 quilômetros de rodovias até 2022. Até o momento (janeiro/20), foram recuperados 1.808 quilômetros de estradas. Para otimizar os serviços, as rotas foram traçadas de acordo com a logística de cada região, levando em conta o escoamento de produção, rota turística e, inclusive, fatores climáticos, para a definição do calendário de execução das obras”.

Deixe uma resposta