Líder do prefeito afirma que vai trabalhar em harmonia com a oposição na Câmara

Ruy Wanderley (PSC), líder da situação na Câmara Municipal de Petrolina/Foto: Waldiney Filho

Apesar da oficialização como líder do prefeito Miguel Coelho (PSB), ter acorrido na última terça-feira (17), o vereador Ruy Wanderley (PSC), em visita a este blog, revelou que o convite lhe foi feito ainda no mês de dezembro do ano passado, mas que primeiro eles tinham que trabalhar a recondução do vereador Osório Siqueira (PSB) à presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Petrolina.

Ruy disse que este vai ser um grande desafio em sua vida política, porque nunca exerceu esta função anteriormente, mas que pretende trabalhar contando com o respeito dos colegas tanto da situação quanto da oposição. “Me dou bem com todos, não tenho nenhum tipo de aresta, eu vou procurar me aproximar mais da oposição para que a gente possa conversar, interagir, sei que todo início é difícil, mas a gente vai procurar fazer este trabalho plural, com todos vereadores”, ressaltou.

Ele também agradeceu ao prefeito e aos colegas vereadores. “Eu queria agradecer ao prefeito Miguel Coelho pela confiança em ter me convidado para ser o seu líder na Câmara, e agradecer a todos os vereadores, principalmente os que foram consultados em relação ao líder e praticamente o meu nome foi unanimidade”.

Maioria na Casa

Analisando a conjuntura política em que a bancada da situação conta com ampla maioria na Casa Plínio Amorim, Ruy disse acreditar que este fato por si só não vai facilitar o seu trabalho na Câmara. “Pode facilitar mas também pode dificultar, vai depender muito da minha desenvoltura com os vereadores. Não é por que temos a maioria na Câmara tem que passar o rolo compressor, não, tem que ter diálogo, saber o que pode avançar, rever algumas questões, então eu vou ter que ter mais tempo para poder conversar com os vereadores para que a gente possa fazer com que a ação de cada vereador possa efetivamente garantir um resultado mais rápido para a população”, avaliou.

Reforma administrativa

E mal assumiu a liderança, Ruy já tem o primeiro desafio nesta quinta-feira (18), que será a votação do Projeto da Reforma Administrativa, enviado pelo executivo à Câmara Municipal. Por ter sido oficializado apenas na última terça-feira como líder do prefeito na Casa, Ruy salientou não ter tido o tempo suficiente para conversar com todos os vereadores sobre a matéria.

“Então eu não poderia me antecipar em estar conversando com as bancadas, eu posso e devo como vereador, como presidente de partido que sou, mas como líder não, a partir de anteontem, aí sim eu tenho que fazer este trabalho”, afirmou.

Mesmo assim o novo líder da bancada da situação disse acreditar que o projeto seja aprovado nesta quinta-feira (18) pelos vereadores.

Deixe uma resposta