Manoel da Acosap rebate críticas de Maria Elena

Vereador Manoel da Acosap (Foto: Waldiney Passos)

A sessão desta terça-feira, 8, da Câmara de Vereadores de Petrolina, teve mais um capítulo da polêmica sobre a manutenção do veto do prefeito Julio Lóssio ao projeto da vereadora Maria Elena Alencar (PSB), que instituía a inclusão da Libras (Língua Brasileira de Sinais) no curriculum regular da rede municipal de ensino. Desta vez o personagem da estória foi o colega da vereadora, o vereador Manoel da Acosap (PHS) que soltou o verbo contra Elena.

Acosap já foi da oposição como Elena, mas tem se mostrado independente já há algum tempo e votou contra a colega e do lado do governo, na sessão passada quando o veto foi apreciado. Em resposta à socialista, que disse durante o programa Bom Dia Vale da Rádio Jornal Petrolina, nesta terça-feira, que Manoel da Acosape dançava hoje conforme a música, acusando o colega de receber benesses da administração municipal e de ter abandonado a oposição para conseguir a reeleição, Manoel não deixou por menos.

“Deixei esse grupo não pelos líderes que comanda, mas pelos colegas da bancada que são um monte de usurento e carniceiro. Não deixam nada pra ninguém”, disparou. Ainda no seu discurso, Manoel disse ter votado à favor da manutenção do veto porque não poderia trair sua consciência.

“Eu já tinha votado contra a matéria, apenas segui minha consciência e como o prefeito vetou o projeto, fui favorável”, justificou. Manoel da Acosape afirmou ainda que Maria Elena precisa aceitar melhor as derrotas, pois quando ela perde uma votação, sai logo acusando os colegas.

“Mas não sou eu que tenho irmão com obras no município, no governo do estado, cargos e mais cargos no governo estadual”, alfinetou o humanista. “Não tenho cargo em lugar nenhum e nem sou liderado por ninguém. Não costumo ficar em cima do muro. Voto sim ou não. Voto com minha consciência”, finalizou Manoel da Acosap. (Com informações de Cinara Marques)

Um Comentário

  • Maria

    9 de dezembro de 2015 at 08:42

    Acredite quem quiser nesse senhor. Ele é mais um que precisa ser demitido. Não ser reeleito.
    Francamente! Onde os petrolinenses estavam com a cabeça quando elegeram os atuais vereadores? Cada um pior que o outro.

    Responder

Deixe uma resposta