Massa de ar seco em Pernambuco, deixa a umidade do ar na região abaixo dos 20% e requer atenção

A umidade em petrolina ficou em torno de 13%, estado considerado em alerta (Imagem ilustrativa)

A umidade em petrolina ficou em torno de 13%, estado considerado em alerta (Imagem ilustrativa)

A presença de uma massa de ar seco sobre o estado de Pernambuco está inibindo a formação de nuvens e propiciando temperatura elevadas, com valores muito baixos de umidade relativa do ar todo o Sertão e parte do Agreste de Pernambuco.

Valores de umidade relativa do ar abaixo de 20% foram registrados ontem (25), em Serra Talhada (10%), Ibimirim (11%), Floresta (11%) e Petrolina (13%).

A umidade relativa do ar deve permanecer com valores abaixo de 20% e com temperaturas acima de 38°C, no período da tarde, principalmente nas microrregiões do Sertão do São Francisco, Sertão do Pajeú, Sertão Central, Sertão de Itaparica, Sertão do Moxotó e Sertão do Araripe, nos próximos três dias.

PROBLEMAS DECORRENTES DA BAIXA UMIDADE DO AR:,

  • Complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas;
  • Sangramento pelo nariz;
  • Ressecamento da pele;
  • Irritação dos olhos;
  • Eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos;
  • Aumento do potencial de incêndios em pastagens e florestas

Entre 20 e 30% – Estado de Atenção

  • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas
  • Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins etc.
  • Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas etc.
  • Consumir água à vontade.

Entre 12 e 20% – Estado de Alerta

  • Observar as recomendações do estado de atenção
  • Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas
  • Evitar aglomerações em ambientes fechados
  • Usar soro fisiológico para olhos e narinas

Com informações de Apac

Deixe uma resposta