Membros do MST se reúnem com superintendente da Codevasf para solução no Projeto Pontal

(Foto: ASCOM)

(Foto: ASCOM)

Na manhã desta sexta-feira (18), o superintendente da 3ª regional da Codevasf-Petrolina, Aurivalter Cordeiro, esteve reunido com membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que estão ocupando o Projeto Pontal. Os membros do MST pedem o fim do modelo do Projeto Público Privado, por concessão de direito real de uso.

O dirigente estadual do movimento, Florivaldo de Araujo, solicitou ainda as melhorias junto a Codevasf para os acampamentos Dom Tomaz e Democracia e dos assentamentos Água Viva e José Almeida. Durante o encontro discutiu-se também sobre a questão ambiental.

Aurivalter apontou a necessidade do diálogo e união frisando que o estágio atual é de decisão da justiça quanto a reintegração de posse da área. Já o representante do MST declarou que “espera que a medida deve ser para todos os movimentos que ali se encontram”.

“Quanto a decisão sobre o modelo atualmente utilizado não há o que se discutir foi uma licitação efetuada dentro dos tramites legais”, disse Aurivalter.

O Projeto Público de Irrigação Pontal possui uma área irrigável de 7.717 hectares e o governo já construiu uma parcela significativa de sua infraestrutura comum de irrigação e já conta com cadeia logística estruturada e consolidada para exportação a mercados internacionais.

Deixe uma resposta