Ministério da Agricultura afirma não haver risco à saúde pública. após peixe apontar índice de contaminação por mancha de óleo

Fragmentos já chegaram ao Sudeste (Foto: Marinha do Brasil)

Exames feitos em amostras de pescados nas áreas atingidas pelo vazamento de óleo identificaram peixes com valores acima dos níveis definidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A situação foi percebido em duas amostras.

Outras 66 amostras – incluindo peixe, camarão e lagosta – tiveram resultados abaixo do permitido. A análise foi feita pela unidade avançada do Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Santa Catarina, vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a partir de pescados coletados entre os dias 6 e 8 de novembro.

Apesar dos níveis elevados em duas amostras, o Ministério da Agricultura voltou a afirmar que não há risco para a saúde pública nem limitação ao consumo de pescados marinhos, por enquanto. “Essas são as primeiras análises encontradas acima dos níveis de preocupação e não há uma série histórica para se estabelecer um comparativo de contaminação de pescados antes e depois do derramamento de óleo”, pontua a nota.

Deixe uma resposta