Ministro da Agricultura se diz impressionado com o que viu em Petrolina

ministro-agricultura

Sobre a crise hídrica Maggi disse que pouco pode ser feito por sua pasta/Foto: Waldiney Passos

Após cumprir uma vasta agenda em Petrolina e Juazeiro nesta terça-feira (22), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, concedeu uma entrevista coletiva à imprensa local na sede da Associação dos Produtores e Exportadores de Hortigranjeiros do Vale do São Francisco (Valexport).

De acordo com o ministro esta foi sua primeira viagem ao Nordeste. “Eu vim a convite do prefeito Miguel e do nosso Senador Fernando Bezerra com a finalidade de conhecer e ver o progresso, o desenvolvimento que vem acontecendo aqui”, afirmou.

Maggi se reuniu com os produtores da região e acompanhou as explanações que foram feitas sobre o cenário crítico da crise hídrica no lago de Sobradinho. “Meu objetivo é conversar com os produtores, sentir qual é a necessidade que tem dentro do Ministério da Agricultura, o que nós podemos agilizar, o que podemos ajudar a resolver para que a região de Petrolina seja cada vez mais produtiva, cada vez mais participativa no mercado brasileiro, no mercado mundial de frutas”, salientou.

O ministro informou ter ficado ‘muito bem impressionado’ com o que viu. “A produtividade, a forma profissional como as coisas são feitas e essa conversa com os produtores é para ouvir deles as necessidades e daquilo que nós como o ministério podemos fazer”, disse.

Crise Hídrica

Sobre a crise hídrica o ministro ressaltou que pouco pode ser feito por sua pasta, pois esta situação não é de competência do Ministério da Agricultura, mas que irá levar para o governo a preocupação. “É uma situação que muito pouco pode ser feito de imediato, a grande revindicação é sempre a recuperação do São Francisco através da recuperação de suas margens e isso é uma questão que já está resolvida no nosso Código Florestal aprovado pelo Congresso em 2014, agora precisamos implementar isso”, declarou.

Deixe uma resposta