Moção de aplauso a Ricardo Lewandowski gera polêmica na Câmara de Vereadores

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Um simples Requerimento proposto pelo vereador Paulo Valgueiro (MDB), solicitando uma moção de aplauso ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que foi favorável a dissolução do Diretório Estadual do MDB em Pernambuco, gerou polêmica na sessão dessa terça-feira (3).

Com a decisão de Lewandowski, o senador Fernando Bezerra Coelho foi removido do comando do partido em Pernambuco. Primeiro a se manifestar contra a moção, o vereador Ronaldo Souza justificou sua posição contrária alegando que a atitude do ministro “é obrigação dele como ministro do STF”.

Ronaldo Silva também fez coro a Cancão e disse que o vereador Paulo Valgueiro deveria sair do partidarismo para evitar esses problemas. “Me desculpe Paulinho, porque isso não trará nada ao povo petrolinense”, justificou em seu voto.

Outro voto contrário foi o de Rodrigo Araújo, destacando que se fosse uma moção de repúdio também seria contrário. A vereadora Maria Elena relembrou um acordo entre os edis para aprovar os requerimentos dos colegas, porém também votou pelo ‘não’.

“Quando cheguei de vota a essa Casa, me reuni com o líder da situação o vereador Aerolande, para que a gente tivesse esse cuidado e ter um olhar solidário para as proposições dos colegas, seja qual for a bandeira partidária dele, mas voto contra” disse a vereadora.

Colegas da situação como Gabriel Menezes e Gilmar Santos se dividiram em relação ao pedido de Valgueiro. Gabriel se absteve da votação e Gilmar relembrou que os debates na Casa Plínio Amorim devem ser focados para Petrolina, sem estarem vinculados a fins partidários.

Após muita discussão e defesas dos seus argumentos, o Requerimento nº 040/2018 foi reprovado por 14 votos contra 2. Dois edis se abstiveram de votar.

Antes da votação do Requerimento de Paulo Valgueiro, os vereadores aprovaram por 22 votos a 0 todas as 38 Indicações e três Requerimentos propostos pela oposição, colocadas em pauta na sessão de hoje.

Deixe uma resposta