Moldado por representatividade, P1 Rappers lança ‘Nordestinias’ no próximo dia 17 no Parque Lagoa de Calu

(Foto: ASCOM)

(Foto: ASCOM)

Recém-premiados no Festival Nacional Edésio Santos da Canção (FESC) 2016, o grupo P1 Rappers lançará no próximo dia 17, no Parque Lagoa de Calú, em Juazeiro (BA), às 18h, seu mais novo trabalho. ‘Nordestinias’ traz a canção homônima duas vezes premiada no FESC desse ano, além de trabalhos já conhecidos nas redes sociais como ‘Burcas’ e ‘Desabafo Parte 3’.

Assim como os trabalhos anteriores, ‘Nordestinias’ traz músicas autorais compostas pelo trio formado por Euri Mania, Nup e DJ Werson. Evoluindo a cada trabalho, o quarto álbum traz novas características musicais e pessoais, como explica Nup. “A gente focou em fortalecer a cultura do semiárido, de representatividade social. Trazemos muita coisa nossa de luta como povo. É um trabalho diferente dos outros porque a gente fortaleceu muito mais nossa raiz”.

As músicas que compõem o álbum ‘Nordestinias’ foram trabalhadas ao longo do ano, com divulgação nas redes sociais. “Esse ano tínhamos o foco de realizar outras atividades e participar de festivais. Juntamos as músicas e fomos dando forma ao trabalho ao longo dos meses” comenta DJ Werson.

Uma característica do álbum é a participação feminina nas canções, o que para Euri Mania foi uma maneira de aumentar a representatividade. “A gente traz essa referência feminina no CD porque o objetivo do Nordestinias é trazer temas regionais e dialogar com o público”.

O local escolhido para o lançamento de ‘Nordestinias’ é o palco do surgimento do movimento hip hop no Vale do São Francisco, o Parque Lagoa de Calú. Entre os convidados da noite estão Beco 13, 3 da Matina, DuFlow, Edson Pop e Norte BA Crew, a entrada no evento é gratuita.

O grupo

Fundado em 2012 no bairro Piranga I o P1 Rappers mistura a batida do hip hop e do rap a letras de engajamento, pedindo mais respeito à cultura negra produzida na periferia, que por muitas vezes é vítima de preconceito da sociedade.  Os trabalhos antecessores de ‘Nordestinias’ foram Ascensão (2015), ‘Nosso Corre’ (2014) e +Manos Mudando o Mundo (2013).

Além da música, o P1 Rappers realiza trabalhos sociais ministrando oficinas para difundir a cultura negra não apenas no Vale do São Francisco, mas em outros estados, levando a arte da região para o Brasil.

Com informações da ASCOM

Deixe uma resposta