Moradores da zona leste de Petrolina cobram a conclusão das obras de saneamento básico

(Foto: Luís Henrique)

Moradores do bairro São Joaquim, São Jorge e Dom Avelar, todos localizados na zona leste de Petrolina, cobram do poder público, a conclusão das obras de saneamento básico que contemplará a região. Obrigada a conviver com inúmeros transtornos provocados pelo esgoto que corre a céu aberto pelas calçadas das residências, a população cobra providências.

“Venho pedir agilidade tanto da Prefeitura Municipal de Petrolina como da Compesa, para concluir o saneamento básico dos bairros Dom Avelar, São Jorge, São Joaquim, Santa Luzia, Terra do Sul, Mandacaru, Casimiro e Park Mandacaru. Os esgoto das residências estão correndo nas portas das casas, em diversas localidades fica água parada nas ruas. É tudo que o mosquito da dengue precisar para se proliferar”, disse o morador Luís Henrique.

Compesa

Sobre a conclusão da obra de saneamento na região mencionada, o Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Companhia Pernambucana de Saneamento. Em nota, a Compesa afirmou que aguarda negociação com a prefeitura para dar continuidade aos serviços.

“A Companhia esclarece que já tem projeto pronto para realizar a obra de saneamento. São bairros que integram a Bacia do Dom Avelar e a Companhia aguarda uma negociação com a Prefeitura para promover a total execução do serviço”, diz a nota.

Prefeitura Municipal de Petrolina

Diante da informação transmitida pela Compesa, o Blog procurou a prefeitura de Petrolina. Segundo a gestão municipal um impasse jurídico envolvendo a Compesa tem dificultado a continuidade das obras. Contudo, a a prefeitura pretende solucionar o problema das comunidades da zona leste do município. Confira a íntegra da nota:

“A Prefeitura de Petrolina informa que após vários impasses da Compesa, o prefeito Miguel Coelho interviu na problemática da zona leste tanto que investirá cerca de R$ 6 milhões para recuperar a bacia do bairro Dom Avelar.

A obra está em fase de licitação já que Compesa, que é a responsável pelo sistema de água e esgotos na cidade se recusa a utilizar um empréstimo de R$ 38 milhões disponível junto à Caixa Econômica para resolver os problemas nesta localidade.

Paralelo aos investimentos, a prefeitura já tem em mãos a minuta do edital elaborado pela Fundação Getúlio Vargas que selecionará uma nova concessionária para os serviços em Petrolina. O edital foi baseado no Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) realizado em 2018 quando três empresas apresentaram estudos técnicos de viabilidade sobre uma nova forma de gerenciar a água e o esgoto da cidade.”

Deixe uma resposta