Moradores do bairro Tabuleiro em Juazeiro cobram da prefeitura serviços de recuperação de ruas da comunidade

Moradores das travessas das ruas 12 e 13 do bairro Tabuleiro, em Juazeiro, voltam a reclamar da falta de compromisso da gestão pública para com a comunidade, especialmente com as travessas das ruas 12 e 13. De acordo com os denunciantes, sem a pavimentação reivindicada pela comunidade há anos, a via se transforma em lama quando chove e em poeira e buracos quando chega a estiagem. Para complicar a situação, há muito lixo acumulado no local.

Em 16 de abril deste ano, depois de enviarem mensagem ao Blog Waldiney Passos, mostrando insatisfação com a situação, a Secretaria de Serviços Públicos (SESP) enviou uma nota informando “que iniciou no último dia 9 do mesmo mês, o patrolamento das vias não pavimentadas do Tabuleiro. Devido à chuva, o serviço foi interrompido e seria retomado, contemplado as vias mostradas na reportagem.”

Quase um mês depois, tudo continua como era antes, diz a moradora dona Clara. Ela conta que chegaram a gerar um protocolo na SESP quando procuraram a secretaria novamente no dia 27 de abril e que quem a atendeu prometeu resolver a situação, mas não resolveu. “Não vieram e não jogaram cascalho no local. Como agravante, houve um acidente na casa de esquina e o morador teve que colocar ferro na calçada, para os carros e motos não passarem por lá,” disse ela.

O Blog Waldiney Passos procurou novamente a prefeitura que informa em nota o seguinte:

“A Secretaria de Serviços Públicos de Juazeiro informa aos moradores do bairro Tabuleiro que enviou uma equipe técnica às Travessas das Ruas 12 e 13 e foi verificado que será necessário além do patrolamento, a colocação de cascalho.

A SESP irá providenciar o cascalho para que o serviço seja iniciado.

A Secretaria lembra ainda que qualquer solicitação de atendimento deve ser realizada pelo telefone (74) 3612 5411, e é necessário que a pessoa forneça o endereço completo e o número do telefone para que possa ser realizado o registro de protocolo.”

Deixe uma resposta