Morre Hector Babenco, diretor de Carandiru

hector

Radicado no Brasil, Babenco dirigiu o filme Carandiru (2003), sobre o massacre ocorrido no presídio de mesmo nome, em São Paulo./ Foto: internet

O diretor argentino Hector Babenco morreu na noite desta quarta-feira (13), por volta das 23h, aos 70 anos, após sofrer uma parada cardíaca. Ele estava internado no hospital Síria Libanês, em São Paulo, para um procedimento cirúrgico, mas não resistiu. A informação foi confirmada pela ex-mulher Raquel Arnaud.

Desde 1990, Babenco foi diagnosticado com câncer no sistema linfático. Ainda não há informações sobre o velório ou enterro.

Radicado no Brasil, Babenco dirigiu o filme Carandiru (2003), sobre o massacre ocorrido no presídio de mesmo nome, em São Paulo.


Na carreira, ele também participou das produções de Pixote: A Lei do Mais Fraco (1981) e O Beijo da Mulher Aranha (1985). Este último foi indicado ao Oscar e rendeu o prêmio de melhor ator a William Hurt. Sônia Braga e Raul Julia também estavam no elenco.

A última produção que dirigiu foi Meu amigo hindu, lançado em março deste ano. O filme conta com a participação de Willem Dafoe e tem no elenco as atrizes brasileiras Maria Fernanda Cândido e Bárbara Paz.

Além de Rachel Arnaud, o diretor foi casado com as atrizes Bárbara Paz e Xuxa Lopes.

Com informações de Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta