Mostra 14 de dança começa nesta quarta

O projeto começa na quarta e segue até o domingo (Foto: divulgação)

A dança, enquanto linguagem artística, é resultado de um olhar sobre aspectos da vida, refletindo a existência através do movimento do corpo. Em sua quinta edição, a Mostra 14 de dança traz para os palcos discussões sobre a dança como política, entendendo essa última em toda sua dimensão. O projeto começa na quarta (14) e segue até o domingo (18), contando com apresentações de artistas locais e convidados de outras cidades.

Realizada pela Qualquer Um dos 2 Cia. de Dança, a Mostra 14 é um espaço de experimentação em dança contemporânea que homenageia o bailarino Ailton Marcos, falecido em 2009. Sobre essa edição, o produtor André Vitor Brandão diz que foi pensada uma programação a partir do contexto político, social e econômico atual. “Propomos com a mostra pensar corpo e política, investigando de que maneira essas questões atravessam nosso corpo e como podem servir de matéria para a criação em dança”, explica.

Esse ano, o grupo não conseguiu financiamento, mas resiste e realiza o projeto contando com grupos parceiros e apoios locais. Brandão conta que a falta desse incentivo fez o grupo pensar na arte que sobrevive, como esse ato político em coletividade. “Realizar uma mostra demanda tempo e dinheiro, mas, por outro lado, existe a vontade e a necessidade de fazer arte por acreditar que ela é necessária a vida humana e que é através dela que olhamos para o mundo de outra maneira, que enxergamos outras possibilidades de ser/estar nele”, disse.

Abrindo a programação, na quarta (14), a Mostra 2 Minutos Para Dança apresenta coreografias curtas, às 19h, na sala de dança do Sesc. Quinta (15) e sexta (16), vários artistas apresentam as suas “propostas para mudar o mundo”, selecionadas através de uma convocatória, sempre às 19h, no Teatro Dona Amélia. No sábado (17), a artista Flávia Pinheiro (Recife-PE) apresenta a performance Corpo da Criação como resultado da oficina que ministra na mosta, às 15h, na sala de dança. No mesmo dia, Cleybson Lima (Petrolina-PE) faz um ensaio aberto do solo Sentimentos Gis, às 19h.

No domingo (18), acontece o “Chá Performático” com Renata Pimentel (Recife-PE), às 15h, na sala de dança. Encerrando o projeto, às 19h, Flávia Pinheiro apresenta “Como Manter-se Vivo?” no Teatro. Todos os dias, das 14h às 19h, acontece a Exposição La Danse Contemporaine em Questions, no hall do Teatro. O ingresso segue a ideia de “pague quanto puder”, permitindo que o público contribua voluntariamente, e pode ser retirado uma hora antes. Mais informações e a programação detalhada podem ser encontrados no site www.mostra14dedanca.livreh.com.

  • Programação:

14 a 18/12 | Quarta a Domingo 14h às 19h Hall Teatro | Livre

Exposição La Danse Contemporaine em Questions |  Instituto Frances

14/12 | Quarta 19h Sala de Dança | 16 anos

 Mostra 2 Minutos Para Dança

15 e 16/12 | Quinta e Sexta 09h às 13h Sala de Dança | 16 anos

Oficina Cartografia do Instante| Flávia Pinheiro (Recife-PE)

15/12 | Quinta 19h Teatro Dona Amélia | 18 anos

Raízes Para o Alto – Cia de Dança do Sesc (Petrolina-PE)

Tempos Difíceis – Juliano Varela (Petrolina-Pe)

Estouro – Adriano Paiva (Arcoverde-PE)

Mudo Fogo- Clã Vira (Petrolina-PE/ Juazeiro-BA)

Animalis – Danilo Queiroz (Pilar-BA)

CORpoSertão – Cia Balançarte (Petrolina-PE)

16/12 | Sexta 19h Teatro Dona Amélia | 16 anos

Cavalo – Qualquer Um dos 2 Cia de Dança (Petrolina-PE)

Uma No Meio de Muitas, e Muitas em Uma – Eliza Oliver (Juazeiro-BA)

USE! Seja! OUÇA! Diga! – Rafaedna Brito e Wagner Damasceno (Petrolina-PE)

Ohno Bailando a Morte – Adila Madança (Juazeiro-BA)

RH – Junior Oliveira (Salvador-BA)

Que Roupa Você Veste?  Lírio Costa (Petrolina-PE)

17/12 | Sábado 15h Sala de Dança | 12 anos

 Performance Corpo da Criação – Flavia Pinheiro e convidados (Recife-PE)

17/12 | Sábado 19h Teatro Dona Amélia |18 anos

Sentimentos Gis – Cleybson Lima (Petrolina-PE)

18/12 | Domingo 15h Sala de Dança | 12 anos

Chá Performático – Renata Pimentel (Recife-PE)                               

18/12 | Domingo 19h Teatro Dona Amélia | 16 anos

Como Manter-se Vivo? – Flávia Pinheiro (Recife-PE)

Deixe uma resposta