MPE recomenda ações de combate ao Aedes a 15 municípios pernambucanos

aedes

O Ministério Público de Pernambuco recomendou ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti a prefeitos e secretários de Saúde de 15 municípios de Pernambuco.

Dentre as recomendações, há a abstenção de reduzir a oferta de serviços de saúde de qualquer natureza, em especial das ações de controle ao vetor e manejo clínicio de dengue, zika e chikungunya.

As cidades são: Águas Belas, Caruaru, Itacuruba, Lagoa do Ouro, Olinda, Ribeirão, Vicência, Lajedo, Cabo de Santo Agostinho, Carpina, Lagoa do Carro, Camocim de São Félix, Camaragibe, Palmares e Tupanatinga.

Promotores de Justiça instauraram, também, inquéritos civis a fim de apurar ações implementadas pelos municípios.

Outra recomendação é executar, de maneira integral, o Plano Municipal de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes Aegypti. Os responsáveis pela saúde dos municípios devem atuar de acordo com as orientações constantes do Plano de Contingência Nacional para Epidemias da Dengue vigente, elaborado pelo Ministério da Saúde.

De acordo com publicação do site do MPPE, o município que não possuir Plano Municipal de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes aegypti deve adotar de imediato medidas emergenciais determinadas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde. (Diário de Pernambuco)

Deixe uma resposta