“Ninguém cuidou dos pobres desse país”, afirma Osinaldo Souza

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O feriado da Proclamação da República alterou o funcionamento na Câmara de Vereadores e hoje não houve a tradicional sessão de quinta. Mas na terça-feira (13) o contexto histórico do feriado foi abordado por Osinaldo Souza (PTB) que relembrou como se deu a proclamação, classificado por ele como “golpe” do Marechal Deodoro da Fonseca no Império e falta de preocupação da República com os negros.

“Nossa República tem 129 anos e não avançou muito. Em 129 anos dava pra ter cuidado melhor dos negros, dava ter cuidado melhor da família dos escravos. Nos Estados Unidos os escravos saíram com terra, aqui você saiu com 10, 15 filhos sem ter nada”, afirmou.

Osinaldo fez críticas à falta de políticas públicas voltadas para os mais pobres e desdenhou das falas sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a respeito de ter tirado os miseráveis da linha da pobreza.

“Ninguém tomou providências para cuidar dos pobres desse país, ninguém cuidou daqueles  que mais necessitados dessa nação e hoje nós temos milhões que vivem abaixo da faixa da ONU. Alguns estavam dizendo que o ex-presidente Lula tirou milhões da faixa de pobreza. Qual faixa de pobreza? Simplesmente baixaram o índice e se dizia que a pessoa era pobre ou miserável e deram o Bolsa Família”, criticou o edil.

Em seguida Osinaldo se disse esperançoso com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para que haja mais emprego e menos pobreza. “Dizem que a gente tem o que merece, eu espero que cada brasileiro tenha o Brasil que mereça, agora com uma nova missão”, continuou e antes de finalizar sua participação disse: “daqui a uns anos teremos orgulho dessa república”.

Um Comentário

  • José Paulo da Silva

    15 de novembro de 2018 at 10:24

    Osinaldo fala muito e não faz absolutamente nada três mandatos eleito pelos evangélicos sem noção que votam por puro idealismo às cegas, esse é o pior vereador dos últimos 14 anos

    Responder

Deixe uma resposta