“Ninguém pode passar fome, mas o Bolsa não deve ser um projeto de vida”, diz ministro sobre novo programa social

O novo programa será voltado para jovens e adultos da cidade e do campo. (Foto: Internet)

Com o objetivo é elevar a renda de 1 milhão de famílias para que elas possam deixar o Bolsa Família em 2 anos, Governo Federal deve lançar novo programa social na próxima semana. Batizada de Progredir, a ação oferecerá cursos de qualificação profissional, ajudará na seleção de oportunidades de trabalho.

A informação foi divulgada pelo o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. O novo programa, que será voltado para jovens e adultos da cidade e do campo, disponibilizará R$ 3 bilhões em microcrédito para famílias de baixa renda, inscritas no Cadastro Único dos programas sociais do governo federal.

“É um programa vinculado ao público do Bolsa Família, a população mais pobre do Brasil, que visa criar oportunidade de emprego e renda para essa população. Não é um programa para tirar as pessoas do Bolsa Família”, disse o ministro.

Apesar disso, o ministro trata o novo programa do governo como uma “forma de emancipação” do Bolsa Família. “Ninguém pode passar fome, mas o Bolsa não deve ser um projeto de vida”, afirmou Terra.  O ministro fechou detalhes do programa nesta quinta (21) em reunião com Temer, após o retorno do presidente de Nova York.

Com informações do G1

Deixe uma resposta