Novo sistema promete resposta mais rápida a queixas sobre serviços públicos

torquato jardim

“É preciso que a sociedade civil saiba e controle a qualidade dos serviços que lhe são prestados”, afirma o ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Torquato Jardim./        Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os cidadãos que se sentirem insatisfeitos com algum tipo de prestação de serviço público em âmbito federal contam, a partir de hoje (2), com um novo tipo de atendimento que promete resposta mais rápida e mais eficaz na solução dos problemas. Para isso, foi feita uma parceria entre o Instituto Reclame Aqui e o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle.

Pelo acordo, as queixas feitas no endereço eletrônico http://cidadao.reclameaqui.com.br serão automaticamente encaminhadas à Ouvidoria-Geral da União. Inicialmente, a interação será feita apenas com 95 instituições do governo federal, entre universidades, autarquias e órgãos da administração direta e indireta, mas a meta é inserir as 306 ouvidorias federais ao sistema das plataformas do Reclame Aqui e do E-ouv (a ouvidoria do cidadão, em funcionamento desde 2014), com a previsão de que a resposta saia em, no máximo 20 dias.

“Transparência é prestação de contas e não deve ser formal [apenas], um papel perante o Tribunal de Contas. É preciso ter a aprovação da sociedade civil. É preciso que a sociedade civil saiba e controle a qualidade dos serviços que lhe são prestados”, disse o ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Torquato Jardim, logo após a assinatura do acordo.

Questionado sobre eventuais punições na ausência de respostas ou na falha do atendimento, o ministro reagiu dizendo que “é preciso ter uma nova cultura de prestação de contas, em que o servidor público seja menos arrogante e mais disposto a ser cobrado, como é no ambiente da empresa privada”.

Deixe uma resposta