Número de vítimas de ‘agulhadas’ cresce no polo Recife-Olinda; há registros também no Agreste

Número de vítimas mulheres é maior (Foto: Reprodução)

O número de vítimas das ‘agulhadas’ no Carnaval de Pernambuco quase que dobrou. Ontem o Blog mostrou que 23 pessoas buscaram ajuda médica e foram contabilizadas na Secretaria Estadual de Saúde (SES). Agora são 41 vítimas, segundo números divulgados no final da tarde de segunda-feira (24).

LEIA TAMBÉM

Pernambuco já registrou 23 casos de agulhada no Carnaval 2020

O preocupante, de acordo com a SES, é que houve registro do caso fora do polo Recife-Olinda. Orobó, no Agreste também contabilizou vítima. 25 pessoas são mulheres e 16 homens. Das 41 vítimas, 33 realizaram a profilaxia pós-exposição (PeP).

De acordo com a SES, após triagem no Hospital Correia Picanço que é referência no diagnóstico e tratamento de doenças infecto-contagiosas, 33 pacientes realizaram a profilaxia pós-exposição (PeP) para prevenir a infecção pelo HIV e outras infecções.

Apesar de ser preocupante, o registro de ‘agulhadas’ em 2020 é bem menor do que em 2019, quando foram 300 casos no carnaval oficial. A Polícia Civil de Pernambuco disse ter sido procurada por 25 vítimas, que registraram Boletim de Ocorrência.

Deixe uma resposta