“O que vai ser preciso?”, questiona morador que flagrou atropelamento de estudante no Centro de Petrolina

Aluna foi atropelada mesmo atravessando na faixa (Foto: Blog Waldiney Passos)

Semana passada o Blog mostrou o flagra de um atropelamento na Rua Joaquim André, Centro de Petrolina. Uma estudante de um colégio particular estava na faixa de pedestres quando foi atingida por um veículo que fugiu sem prestar socorro. De acordo com moradores da região, a rotina de acidentes é constante.

Nessa semana nossa produção visitou a rua e conversou com um morador. Segundo Jadir Carvalho, que cresceu na localidade e forneceu a imagem do acidente ao Blog, é difícil lembrar quando não há alguma ocorrência de trânsito na rua citada.

LEIA TAMBÉM:

Flagrante de atropelamento no Centro de Petrolina deixa população em alerta; moradores da região cobram providências

“Nos cruzamentos há sete postes que causam pontos cegos aos motoristas e pedestres. Do lado da casa da minha mãe eu instalei câmeras e temos flagrados acidentes de atropelamento, batida de carro e queda de motos. A rua proporciona uma alta velocidade, podendo causar acidente a todo momento”, contou Jadir.

Postes tampam visão de condutores de ruas adjacentes (Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma solução para evitar o excesso de velocidade seria a implantação de redutores, na visão do morador. “Aqui só resolve com redutor de velocidade, já comuniquei a AMMPLA e fico impressionado que são atitudes simples para resolver os acidentes. O que vai ser necessário? Vai acontecer um acidente mais grave para tomar providência?”, questionou.

Sinalização precisa melhorar

Para complicar, há apenas uma faixa de pedestre próximo à escola. “Não tem sinalização falando que tem uma escola, só tem uma faixa de pedestre, não tem sinalização de velocidade, a própria faixa fica perto da esquina, uma pessoa vem e fica atrás do poste e o motorista não vai ver”, disse o morador.

Outro lado

Na última quarta-feira (6), quando a nossa produção esteve na Rua Joaquim André, procuramos a Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) para saber o que a instituição poderia fazer, no sentido de diminuir os acidentes na via. Contudo, até o momento não tivemos retorno. O Blog segue aberto aos esclarecimentos.

Deixe uma resposta