Operação Semana Santa tem início nesta sexta com reforço na fiscalização das estradas

prf

A Operação Semana Santa nas rodovias teve início nesta sexta-feira (18) e vai até o domingo de Páscoa, 26. Durante as festividades, as principais rodovias deverão ter um aumento de 40% no fluxo de veículos nos dias mais movimentados. Para coibir a imprudência de motoristas, motociclistas e ciclomotores,  a ação é integrada com o Departamento de Estradas Rodagem, órgão vinculado à Secretaria de Transportes do Governo do Estado, Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Equipe da Lei Seca, Polícia Militar (PM), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI) e Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran).

Durante a Semana Santa, o serviço de motopoliciamento da PRF será acionado para otimizar as abordagens e a fiscalização de motocicletas, coibindo a circulação de veículos sem documentação e a prática de crimes cometidos sobre duas rodas. O DER também montará um esquema especial aliado à tecnologia. “Reforçamos a quantidade de câmeras de monitoramento, que estarão interligadas a nossa Central de Comando”, destacou o diretor executivo Luiz Medeiros.

Cerca de 60 agentes do DER estarão atuando na prevenção de acidentes e fiscalização das rodovias. “Devido ao aumento do fluxo estaremos com um ponto fixo de fiscalização na PE-145, que é a porta de entrada para Fazenda Nova”, ressaltou Laurent Licari, chefe de Fiscalização do DER. O motorista que insistir na prática de infrações, como forçar passagem entre veículos e a embriaguez ao volante, estará sujeito a uma multa de R$ 1915,40. Além disso, o excesso de velocidade será coibido com o uso de radares móveis, dispostos ao longo das rodovias.

De acordo com a PRF, antes de iniciar a viagem, é importante fazer uma revisão no veículo, observando as condições dos pneus, o nível do óleo e combustível, o funcionamento dos sistemas de freio e de iluminação, além do estado dos para-brisas.

Com informações do DP

Deixe uma resposta