Operação Verão: Agência Fluvial intensifica fiscalização no Rio São Francisco

(Cartaz Divulgação)

Segue até o dia 5 de março a “Operação Verão” promovida pela marinha do Brasil, através da Agência Fluvial. O objetivo principal é de conscientizar a população sobre os riscos e cuidados, para evitar a ocorrência de acidentes.

A “Operação Verão” começou no dia 15 de dezembro e segue até o dia 5 de março, a data escolhida é a de maior incidente de acidentes. Devido ao verão muitas pessoas escolhem atividades aquáticas para diversão, mas é preciso ter cuidado com a segurança para evitar acidentes e multas.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na manhã de hoje o capitão-tenente da Agência Fluvial de Juazeiro, no Estado da Bahia, Sílvio Miranda, esteve no programa Super Manhã da Rádio Jornal do Comércio, onde falou sobre a fiscalização e os incidentes registrados.

“Durante a fiscalização a documentação da embarcação é verificada, habilitação do condutor, equipamentos de segurança, lotação, coletes salva vida, condição geral da embarcação e outros aspectos voltados para a segurança e a prevenção de poluição” afirmou o capitão-tenente.

Desde o início da operação já foram emitidas 18 notificações e 4 embarcações foram apreendidas (três motos aquáticas e uma lancha) as apreensões foram feitas em três situações pela condução de pessoas não habilitadas e outra pelo o condutor está sob efeito de álcool.

A fiscalização acontece durante a semana com inspeções em embarcações e é intensificada aos finais de semana com abordagens feitas em locais de maior concentração de banhistas.

Durante a entrevista o tenente-capitão Sílvio Miranda falou sobre a maneira como a habilitação pode ser emitida.

 “O registro pode ser feito em qualquer agência, capitania ou delegacia da marinha as embarcações com menos de 5 metros e sem propulsão a motor elas são dispensadas de registro, todas as outras precisam ser registradas “, afirmou.

Para tirar habilitação é preciso procurar uma escola náutica, apresentar um atestado de que frequentou as aulas práticas (são exigidas aulas práticas e teóricas), documentos pessoais e em seguida uma prova. Outras informações através do www.dpc.mar.mil.br. Para denunciar irregularidades basta ligar para 74 3211 8800.

Deixe uma resposta