Orçamento de 2019 deve ser prioridade do Congresso após eleições

(Foto: Ilustração)

O segundo turno da eleição 2018 acontece neste domingo (28) e após o pleito, o Congresso Nacional deverá priorizar a votação do Orçamento Geral da União de 2019. E o próximo presidente terá um desafio: equilibrar as despesas e receitas.

No xadrez econômico está o impedimento de propostas que diminuam a arrecadação e elevem os gastos. O salário dos servidores é um peso importante na conta, segundo a Agência Brasil.

“A maior contribuição que Congresso pode dar neste momento ao País e a qualquer que seja o novo governante é refletir sobre a aprovação de matérias que impliquem novos gastos”, diz o especialista em orçamento público, professor James Giacomoni.

O prazo para a apresentação de emendas à proposta do Orçamento de 2019 (PLN /2018) termina no dia 1° de novembro, uma quinta-feira. Em 2017, 8.325 foram apresentadas pelos representantes. A votação, apesar de prioritária, deverá acontecer na semana do Natal.

Deixe uma resposta