Pai de criança morta em Casa Nova pede justiça

Criança de 2 meses teve 95% do corpo queimado (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Justiça. Esse é o pedido de Vinícius Souza, pai do pequeno Pablo Miguel Amorim. A criança de apenas dois meses morreu após ter 95% do corpo queimado depois de um vizinho ter jogado gasolina e ateado fogo nele e na tia. O fato aconteceu em Barra dos Barnabés, zona rural de Casa Nova (BA), na véspera de Natal.

LEIA TAMBÉM:

Casa Nova: criança tem 95% do corpo queimado e morre após homem jogar gasolina contra ela

Pablo chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital Dom Malan/IMIP, em Petrolina. A tia da criança, de 19 anos está internada no Hospital Regional de Juazeiro, com 25% do corpo queimado. “Quero que ele [suspeito] pague o que ele fez. Que sofra o que o meu filho sofreu para morrer. Quero justiça“, disse o pai.

João Domingos Santos é o homem que ateou fogo nas vítimas. Ele é vizinho da família, apresentava sinais de embriagues e foi preso após o crime. Segundo a polícia, ele confessou a ação, mas negou que teria intenção de matar. Ele responderá por homicídio e tentativa de homicídio. (Com informações da TV Bahia).

Deixe uma resposta