Pais de Beatriz acompanham visita do governador Paulo Câmara e cobram providências sobre investigações

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Lucinha Mota e Sandro Romilton, pais da menina Beatriz Angélica Mota, assassinada em dezembro de 2015, durante uma festa de formatura no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora em Petrolina (PE), estiveram presentes no Seminário ‘Todos por Pernambuco’, que contou com a presença do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, na última quarta-feira (21).

A presença dos pais de Beatriz foi mais uma forma de pressionar o governo do Estado sobre a elucidação do caso, que até hoje segue sem respostas.

“Eu estarei presente em Petrolina toda vez que o governador Paulo Câmara estiver aqui ou quando mudar de governador, eu também estarei aqui, enquanto eu tiver vida eu vou pressionar, eu vou cobrar, exigir, por que é um direito de Beatriz. Beatriz não está aqui fisicamente, mas eu estou e eu vou cobrar todas as vezes que ele estiver aqui”, disse Lucinha.

Reunião

Na próxima segunda-feira (26), Lucinha e Sandro participarão de uma reunião no Palácio das Princesas, com o Governador Paulo Câmara, para tratar do andamento do caso Beatriz. O encontro que está marcado para às 16h, foi provocado pelo governador.

“A minha maior expectativa ainda é pela audiência que será realizada pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, prevista para outubro, onde eu fiz diversas denúncias, inclusive à Polícia Civil de Pernambuco, acredito que devido a essas  denúncias, o Governador queira conversar comigo, é uma pena, por que muito antes de realizar a denúncia eu o procurei”, ressaltou Lucinha.

Deixe uma resposta