Para Marina Silva, a melhor saída para a crise seria a impugnação da chapa Dilma-Temer

Marina e Jô Soares

Em entrevista ao Programa do Jô Soares, na Tv Globo, na noite de ontem (28), a ex-ministra Marina Silva (Rede Sustentabilidade) afirmou que se Michel Temer (PMDB) assumir a presidência, em caso de impeachment, seria uma confusão maior ainda do que já está instalada no país. E afirmou que Temer também tem responsabilidade nesse caso, “Os partidos (PT e PMDB) estão implicados igualmente”.

Diante da crise, ela defendeu que a melhor saída seria a impugnação da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com novas eleições, ainda este ano.

Quando questionada sobre uma possível candidatura a presidência, Marina Silva disse que ser presidente não é seu objetivo de vida, mas que pensa na possibilidade de concorrer a uma vaga no Planalto.

Marina concorreu nas eleições de 2010, pelo PV e em 2014, pelo PSB, no lugar de Eduardo Campos, após o desastre de avião em que ele faleceu, durante sua campanha.

Deixe uma resposta