Paulo Bomfim apoia Greve Geral durante reunião com Frente Brasil Popular em Juazeiro

(Foto: Arquivo)

Nesta terça-feira (27) o prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim (PC do B), esteve com representantes da Frente Brasil Popular, para discutir sobre a Greve Geral do próximo dia 30 de junho.

Formado por Movimentos Sindicais e Sociais, a Frente Brasil Popular solicitou apoio ao prefeito na luta contra as reformas que tramitam no Congresso Nacional. Paulo Bomfim assegurou que nenhum trabalhador da prefeitura será punido.

“Já orientamos ao nosso secretariado que o servidor que queira ir às ruas se manifestar contra as reformas não sofrerá nenhum tipo de punição. É um momento de união de forças, pois o futuro que estas medidas nos mostra é de muito prejuízo para os trabalhadores. E sempre estaremos ao lado da luta dos trabalhadores”, garante o prefeito.

Os representantes do movimento reconhecem a importância de o prefeito assumir esta postura. “Isso mostra que também temos um prefeito progressista, que está reconhecendo que nós estamos perdendo direitos. Nessa mobilização nós pretendemos mostrar para os trabalhadores, que muita gente ainda está tímida, que venham pra rua, junte-se a nós. Este movimento não é só sindical e social, mas de todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil que estão perdendo os seus direitos”, conclama Regina Lúcia Lima Vieira, que representa a União Brasileira de Mulheres.Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e representante regional da CTB, a posição do prefeito já era esperada. “A gente quer mais uma vez agradecer ao prefeito que, pela segunda vez, vem fortalecer esse dia nacional de luta. O que a gente quer é mostrar ao Senado e à Câmara que este é o clamor da população de Juazeiro e do Vale do São Francisco contra as agressões aos trabalhadores”, declara Emerson José Mitu.

Estiveram na reunião o secretário de Governo, Clériston Andrade, e o Chefe de Gabinete, Vilmar Ferreira, além do vereador Agnaldo Meira, participaram do encontro. As entidades que estiveram no encontro foram: STR – CTB – Sin. dos Bancários – Sind.Comerciários – Sinserp – Sind Rodoviários, Sind Moto – UBM

Deixe uma resposta